36º C
19º C
Figueirópolis
37º C
22º C
Canarana
35º C
21º C
Baús
31º C
23º C
Itaporã
36º C
21º C
Planura
31º C
19º C
Anápolis
35º C
21º C
Bebedouro
35º C
22º C
Osvaldo Cruz
26º C
21º C
Cachoeira do Sul
26º C
21º C
Candelária

Granol. Refinada por mais de quatro décadas de tradição.

A história da Granol começa em 1966 como uma pequena trading que comercializava e exportava commodities. A vontade de crescer, porém, era muito maior. Isso a levou a ampliar rapidamente seus negócios, tendo adquirido em 1972 sua primeira fábrica de extração de óleos vegetais, em Junqueirópolis, SP.

Com mais de quatro décadas de tradição, a Granol se constitui em um dos maiores e mais respeitáveis complexos de agronegócios, genuinamente brasileiro. São cinco complexos industriais, vinte e três regionais de compra e armazenagem de grãos, duas usinas de biodiesel, localizadas em Anápolis - GO e Cachoeira do Sul - RS, uma fábrica de lecitina em Anápolis – GO, um terminal marítimo e outro fluvial, além do escritório matriz em São Paulo. Soma-se a isso, mais de 1.800 colaboradores, capacidade estática de armazenamento superior a 500.000t de grãos e farelos, 39.000t de tancagem para óleos, esmagamento de 2.010.000t/ano, refino de 2805.000t/ano de óleo bruto e envase em 250 milhões de unidades/ano (latas/fibra-pack/garrafas PET) e 7 mil clientes ativos.

A Granol é uma das pioneiras do programa brasileiro de biodiesel. Quando muitas empresas ainda hesitavam para entrar no negócio, ela já discutia com o Governo Federal as principais vantagens do combustível e graças ao seu diferencial competitivo, representado pela sinergia com sua atividade de esmagamento, a empresa desenvolveu o GRANDIESEL. Hoje, a Granol é a maior comercializadora de biodiesel no Brasil e está entre as 50 maiores empresas do ramo de agronegócios.*

Sustentabilidade

A sustentabilidade é um dos valores da Granol. A empresa se orgulha em ter sido a primeira grande esmagadora a conseguir o “Selo Combustível Social”, um certificado oferecido pelo Governo Federal, para as indústrias que conseguiram aprovação do seu projeto social focado na inclusão econômica da agricultura familiar.

Preocupada com o Meio Ambiente, diversos projetos ambientais estão em seu portfólio. Entre eles, destaca-se a Ação Grandiesel. Essa ação consiste em parcerias com empresas, supermercados, escolas, universidades, prefeituras e hospitais, para impedir que o óleo de fritura usado seja descartado como poluente, oferecendo-lhe um destino correto como matéria-prima do Grandiesel (biodiesel da empresa).

Granol e Goiás

A empresa é hoje um dos maiores contribuintes de ICMS no Estado de Goiás, colaborando com as políticas públicas da região. Em 2009, a Granol ficou entre os 100 maiores contribuintes segundo o ranking divulgado pela Secretária da Fazenda do Estado e certamente terá igual destaque no ranking de 2010 que será em breve publicado. O Sr. José Gomes Cadette, Presidente da Granol, ressalta que “a Granol foi uma das empresas pioneiras no Estado de Goiás e que continua investindo nesse Estado que tem demonstrado respeito e compromisso com as empresas que ajudam no desenvolvimento exemplar de Goiás”.

A empresa fechou 2010 com um faturamento de R$ 1.914.207.225,86 e emprega mais de 800 funcionários diretos e indiretos em Goiás.

O complexo industrial da Granol em Anápolis é responsável pela produção de Óleo de Soja Refinado, Farelo de Soja, Tocopherol, Lecitina, Biodiesel, Glicerina e Genpa (suplemento nutricional para animais). No último leilão de biodiesel, a usina de biodiesel da Granol em Anápolis vendeu 38 milhões de litros à Petrobrás, que junto com as vendas da unidade de Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, destacaram a Granol, mais uma vez, como a maior fabricante de biodiesel do Brasil. Em março a Granol irá comemorar a marca de um BILHÃO de litros de biodiesel entregues à Petrobras.

O planeta agradece!

* Segundo o ranking publicado pelo anuário As 1000 Melhores & Maiores Empresas do Brasil de 2009, da Editora Abril.

Granol 2010 - Todos os Direitos Reservados